quinta-feira, 9 de junho de 2011

QUAL É O TEMPO DO AMOR?



É difícil amar quando quem a gente ama não consegue acreditar no nosso sentimento, ou acha que ele é inadequado pelo curto espaço de tempo em que se delineou... será que isso procede? Será que é ilusão? Será que eu estou fugindo de mim mesma e embarcando em algo tão difícil de ser visto como real? Eu não sei medir o tempo de um sentimento em dias, meses, anos... costumo medir pela intensidade que ele tem em mim e o que me move a fazer, ou mudar a forma do meu agir...

É possível saber se alguém te ama se você passou 10 anos ao seu lado? É possível dizer que alguém não te ama se está contigo há pouco tempo? O amor nasce de que semente? Qual a árvore que gerou seus frutos???

O Amor nasce da poesia das almas... do leve toque entre suas essências...quando consegues tocar-me com mãos invisíveis, consegues despertar o amor que lá dentro do meu ser se esconde? Que tempo precisa haver para isso? Quantos meses temos que buscar esse prodígio? Não é no primeiro instante que se instala o amor??? O progresso do amor é diferente... deve-se alimentá-lo, cuidar do sentimento com carinho, com zêlo, até que ele se torne forte o suficiente pra mover-se sem o auxílio das frivolidades humanas... Um sorriso, um afago... ele se revela e se instala como um vírus, esperando o melhor momento pra se reproduzir e reproduzir naquele que o detém a felicidade de um encontro sutil e eterno...

Espero nunca me perder deste sentimento maravilhoso e nem de você, meu amor!
Drica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário