domingo, 5 de junho de 2011

ARRUMAÇÃO


Arrumei meu armário, como se estivesse arrumando minha vida...
Olhei em volta, tudo com o mínimo de atenção, como se a minha vida dependesse disso...
A disposição das peças, as cores, aquilo que eu nem vestia mais, que não cabia mais em mim...
É difícil arrumar as coisas assim... a gente acaba não querendo se desfazer nem mesmo daquilo que não serve mais.
Mas, há beleza em se organizar tudo assim, vagarosamente, com cuidado, pra não jogar fora os sentimentos caros.
Uma blusa pode me fazer lembrar de pessoas e acontecimentos em que estive com ela...
Pode até ser coisas tristes, dolorosas, mas que compõe o emaranhado da vida, da minha vida.
Eu passei tanto tempo adormecida, sem querer crescer...
Agora, sinto-me como se tivesse crescido mil anos em apenas uma semana...
O que mudou? Procuro perceber o que foi que me fez crescer tanto em tão pouco tempo...
Eu não sou triste... escolhi a felicidade para ser o pano de fundo da minha vida... não abro mão disso...
Convido você, que lê a minha história, aos pedaços, a ser feliz também! É muito bom saber que Deus anda aqui, bem pertinho e que posso senti-lo, esteja eu aonde estiver!
Beijo teu rosto, com o auxílio das palavras que digito... pra dizer o quanto Deus te ama e sonda o seu coração
Assim como sonda o meu!
Até mais...

Drica.

4 comentários:

  1. Querida, era tudo o que precisava ler no momento...
    bjus

    ResponderExcluir
  2. òtimas palavras! Também preciso arrumar coragem pra dar destino a coisas que não me servem mais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Arrumar sempre faz bem, a gente vai arrumando por fora e se arrumando por dentro, coisas de mulher. Bjs Eliane

    ResponderExcluir
  4. Tantos anos se passaram na minha vida e eu ainda continuo arrumando minhas gavetas e armários, de dentro e de fora. Acho que é assim com todos Drica. Seja feliz!
    bjos

    ResponderExcluir