sábado, 11 de dezembro de 2010

Inauguração do Blog





Uma inauguração é um momento especial, de muita celebração. Imagino uma grande galeria com seus quadros e obras de arte expostos... todo o trabalho de organização de um grande evento faz as pessoas ficarem ansiosas, especialmente quem está de alguma forma ligada ao evento em tela.
Eu sou o evento, minha vida, meus sonhos, minhas realizações, minhas aspirações... a organização do espaço físico e visual é muito importante, pois é a partir desse contexto que vou me apresentar ao mundo, aos olhares daqueles que visitarão a exposição...

A luz é essencial para que se veja com clareza as peças, mas algumas sombras se misturam criando um contraste não menos importante.
Por que a poesia nasce em maior proporção quando o instante é triste? Talvez os momentos tristes nos façam viajar pra dentro de nós mesmos e descobrir dentro de nós feridas que não seríamos capazes de enxergar nos momentos de felicidade. Talvez a felicidade anestesie os sentidos... talvez ela nos faste do que é real e nos faça viver num mundo de fantasias... um mundo imaginário do que eu quero ser e não do que sou de fato!

Talvez, também por isso que Deus tenha nos permitido viver com momentos de alegria... eles não são eternos e muitas vezes, nem são abundantes, nem tão presentes, mas, curtos... certamente pra que a gente consiga dar valor a cada um desses momentos. Não quero dizer com isso que a vida seja triste! A vida é boa, se não fosse assim o homem não lutaria tanto para conservar sua vida, não é verdade?

É bom estar viva! É bom celebrar! É bom visitar a minha vida como quem visita uma exposição! É bom ver ali expostos, momentos de luz e momentos de sombra e ver, que a soma desses opostos construiu e continua construindo quem sou EU!

A "boa do dia" é que a cada passo dado para frente eu conquisto uma nova vitória... vitória da vida sobre a morte, vitória do bem sobre o mal, vitória do que foi sonho e do que hoje se torna realidade, vitória da coragem sobre o medo, vitória da mulher e da menina, vitória de descobrir que outros quadros estão sendo pintados e que eu sou responsável pela qualidade deste trabalho... sou eu quem digo se as tintas usadas vão brilhar, ou se vão criar sombras...

Fico imaginando como se processa essas idéias na cabeça de quem não tem a visão orgânica... como imaginar o mundo em cores, com brilho e sombras... mas, indo um pouco mais longe nessa idéia, acho que tem muita gente que enxerga com os olhos do corpo, mas é mais cego do que os que não possuem visão, talvez seja melhor mesmo ser cego se for pra ser desse jeito...

Mas, hoje, quero celebrar este blog com um festival de cores... espero deixar em cada um que por aqui passar, um pouco de mim. Quero também receber de cada um, um pouco do que for seu. Quero poder ser o que cada um precisa para o dia de hoje e assim continuar descobrindo quem sou eu!

Drica.

Um comentário:

  1. Oi Drica! Li sua mensagem e gostei muito. Voce se expressa muito bem e diz coisas que realmente nos faz pensar. Parabéns!

    ResponderExcluir